FCB Consultoria Coaching e Treinamentos empresariais

logo-fcb-consultoria

Contato: (31) 4042-7353

QUANTO VALE O DINHEIRO NO TEMPO?

Lembra do ditado: Mais vale um pássaro na mão que dois voando? Então, você prefere a certeza de ter algo agora ou a esperança de ter mais no futuro? Nas finanças, isso está relacionado ao valor do dinheiro no tempo.

Deixar de receber uma quantia hoje para recebe-la mais tarde implica em um custo de oportunidade. A certeza que temos o dinheiro agora versus a incerteza de receber no futuro, a perda no poder de compra hoje versus o poder de compra no futuro devido a inflações e outras variações.

Isso também vai depender da sua perspectiva na situação. Se você quer emprestar, ao final de um determinado período espera-se que você seja remunerado pela disponibilidade do dinheiro.

Já quem precisa tomar o empréstimo, ao final do período você deverá arcar com os custos do capital que foi alocado.

Por isso dizem ser tão difícil negociar a antecipação de empréstimos feitos nos bancos, pois o juros são sua fonte geradora, e portanto, o tomador, ao antecipar, diminuirá os juros devidos. Os juros são a remuneração de quem concede e os custos são de quem recebe.

Razoes para garantir a disponibilidade de recursos:

Transação: para com a disponibilidade do recurso atender os compromissos previstos (fornecedores, salários, impostos);

Precaução: fazer frente a compromissos oriundos de situações imprevistas (inadimplência de clientes, substituição de equipamentos);

Especulação: diz respeito a apostar sobre uma coisa que pode acontecer, aproveitar oportunidades que podem trazer ganhos a empresa (aquisição de estoques a preço abaixo do mercado).

Todos temos consciência de que o futuro é incerto, por isso é melhor consumir hoje do que consumir a mesma quantidade daqui a um ano, você só deve abrir mão do consumo atual se tiver a possibilidade de consumir miais no futuro. E isso só vai acontecer conhecendo a taxa de juros disponível. Os economistas chamam de preferência pela liquidez.

O capital inicialmente empregado, denominado principal, pode crescer devido aos juros segundo duas modalidades:

  • JUROS SIMPLES : só o principal rende juros, ao longo da vida do investimento.
  • JUROS COMPOSTOS: após cada período, os juros são incorporados ao capital e passam, por sua vez, a render juros. O período de tempo considerado é, então, denominado período de capitalização.

Portanto, sempre analise o quanto seus investimentos renderão para decidir se vale a pena o hoje ou o amanhã, o a vista ou o parcelado, a certeza ou a incerteza. Se ainda tem duvidas entre em contato ou envie um comentário abaixo.

Na FCB Consultoria as particularidades de cada segmento são tratadas de maneira diferenciada. Não deixe de conferir nosso portfólio de serviços: Consultoria Empresarial, Consultoria Comercial e Consultoria Financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar uma mensagem!
Olá. Podemos ajudá-lo?