GESTÃO VERTICAL X GESTÃO HORIZONTAL

A gestão de uma empresa está relacionada a forma como se opera um negócio em todas as dimensões, organização, controle, planejamento e estratégias. Qualquer decisão errada pode comprometer o sucesso da sua empresa. Portando, a forma como você organiza a gestão interfere na interação entre funcionários, clientes e o negócio em si.

Primeiramente, vamos abandonar aquela ideia personificada de um chefe controlador e autoritário.  Vamos adotar a ideia de líderes ao invés de patrões e vamos entrar no sistema de Gestão Horizontal. Com o comando menos definido, o trabalho é realizado em equipes, formada por colaboradores e líderes que assumem suas reponsabilidades de acordo com as demandas. O diálogo é aberto e a troca de ideias coletiva resulta em tomadas de decisões consensuais. Assim, esse modelo de gestão envolve toda a equipe nos processos de execução.

Esse modelo é adaptável de acordo com a organização do negócio estimulando a criação de equipes auto gerenciáveis, algumas em níveis mais radicais, dispensando todos os níveis hierárquicos e total autonomia, e outras com níveis definidos dentro das equipes. Com certo grau de liberdade estimula a criatividade, promove soluções inovadores, otimiza o trabalho com equipes multifuncionais e o ambiente se torna mais descontraído. Ao contrário do que parece, os líderes continuam com seu papel de liderança exercendo seu poder de forma mais colaborativa e incentivadora, do que autoritarista. Porém, esse modelo apresenta como desvantagem a cultura enraizada do molde tradicional de Gestão Vertical, em que membros não conseguem se adaptar, ou se aproveitam da liberdade pecando nas suas responsabilidades e interferindo no sucesso das equipes.

Logo, sabemos que sistema de Gestão Vertical tem uma estrutura fluindo de cima para baixo com vários níveis administrativos e hierárquico. As decisões vêm sempre de cima e os colaboradores recebem orientações de como executar o trabalho, o ambiente se desenvolve de maneira estruturada e monitorada, e as tarefas são designadas de maneira bem definidas. Entretanto, as decisões tomadas por apenas alguns membros com maior poder hierárquico têm por consequência menor participação dos colaboradores.

Agora que você conhece um pouco sobre cada modelo de gestão, deu para perceber que não existe melhor ou pior. Cada um se adapta ao tipo de negócio, de acordo com o segmento, cultura e perfil dos gestores. Substitua a pergunta “qual a melhor?”, para “qual a melhor para o meu tipo de negócio?”.

Quer montar um negócio ou aperfeiçoar o seu modelo de negócio? Entre em contato com a FCB Consultoria para concretizar suas metas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *